Notre Dame São Sebastião

Show de Natal é apresentado em Espumoso

Protagonizado pela Orquestra Notre Dame, o “Show de Natal” – realizado, na terça-feira (03), em Espumoso – encantou os espectadores ao apresentar um repertório que transita por releituras de composições clássicas, canções que integram a trilha sonora de obras cinematográficas e músicas populares, além dos tradicionais cânticos natalinos. Formada por educandos, ex-alunos e educadores da Rede Notre Dame, a orquestra é regida por Guilherme Gambetta da Silva, sob a coordenação da Ir. Mirtes Helena Roman.

À sonoridade dos instrumentos, somaram-se, ainda, os timbres que compõem o coral infantojuvenil Notre Dame, cujos integrantes também mantém vínculos com as instituições de ensino. Além disso, o público pôde prestigiar a apresentação do Ballet Sissi e a tão aguardada chegada do Papai Noel ao Hospital Notre Dame São Sebastião.

O evento foi patrocinado por: Rádio Líder 95,3 FM, Rádio Planetário 91,5 FM, Folha Espumosense, Móveis Florêncio e Rotta Casa e Construção. Apoiadores: InstalArt, Ponto Útil, Natália Grando Uniformes Corporativos, Posto do Chico, Posto Central, Gelar Refrigerações, Supermercado Copini, F&nox, Farmácias Associadas e Líder Gráfica.

Foto: JE Acontece/Rádio Planetário

Saiba mais sobre os cuidados com a pele no verão

O verão se aproxima e, com ele, aumenta o tempo de exposição solar diária. Por isso, vale a pena relembrar dicas que ajudam a manter a saúde da pele nessa época do ano, a fim de que possamos aproveitá-la com segurança.

Entre dezembro e março, a radiação solar incide com mais intensidade, aumentando o risco de queimaduras e de desenvolvimento do câncer de pele. Sendo assim, não podemos deixar de falar sobre fotoproteção, que inclui o uso do filtro solar, bonés, chapéus, roupas especializadas e óculos de sol. As barracas usadas na praia, por exemplo, devem ser feitas de algodão ou lona – materiais que absorvem 50% da radiação ultravioleta.

Em relação às roupas, entre os fatores que aumentam a proteção, estão a composição dos tecidos e a densidade da trama – que, quanto mais espessa, fechada e compactada estiver, mais fotoproteção oferecerá. As cores escuras, por terem alta concentração de corantes, absorvem mais radiação UV que as cores claras.

Quanto ao filtro solar, deve-se prestar atenção em, pelo menos, duas informações que constam na embalagem do produto: o FPS (que indica a proteção contra os raios UVB) e o PPD (que indica a proteção contra os raios UVA). O valor do PPD deve ser pelo menos 1/3 do valor do FPS.

Por sua vez, o valor do FPS significa, na prática, que o usuário poderia se expor 30 vezes mais (no caso do FPS 30) até produzir o mesmo padrão de vermelhidão que ele mesmo produziria sem o uso do protetor solar.

Para que se saiba qual a quantidade correta de produto a ser aplicado, uma das estratégias recomendadas é o uso da “regra da colher de chá”, na qual consideramos a aplicação de 1 colher de chá na face e em cada um dos membros superiores e 2 colheres para tronco/dorso e para cada um dos membros inferiores.

O produto deve ser reaplicado, em média, a cada duas horas. Porém, esse tempo diminui se houver transpiração excessiva ou se a pessoa entrar na água. Em relação às crianças, os protetores solares são liberados para uso a partir dos seis meses de idade – antes disso, não devem se expor ao sol.

Mesmo respeitando todas essas medidas de segurança, não se recomenda a exposição ao sol no período entre 10h e 15h. As temperaturas mais quentes exigem também hidratação redobrada, por dentro e por fora. Portanto, deve-se aumentar a ingestão de líquidos e abusar da água, dos sucos e da água de coco. Orienta-se, igualmente, a aplicação diária de um bom hidratante, que ajuda a manter a quantidade adequada de água na pele. Alimentos ricos em carotenoides (como mamão, cenoura e abóbora) podem ajudar a prevenir os danos que o sol causa à pele.

Cabe salientar, ainda, que dezembro é o Mês Nacional de Combate ao Câncer de Pele, tendo o objetivo de alertar sobre os sinais da doença para diagnóstico e tratamento precoces. Em 2019, uma das ações de maior relevância ocorrerá no dia 07 de dezembro, quando aproximadamente quatro mil médicos dermatologistas prestarão atendimento gratuito em cerca de 130 postos espalhados pelo Brasil. A previsão da Sociedade Brasileira de Dermatologia é que, neste ano, 30 mil pessoas sejam beneficiadas pela iniciativa.

Aproveite a oportunidade para consultar um dermatologista e garantir que esteja tudo em dia com a saúde da sua pele. Seguindo todas essas orientações, o sol poderá ser melhor aproveitado por todos.

Por: Dra. Ana Paula Lodi – Dermatologista (CRM 38793)

Oncologista Luis Alberto Schlittler participa de fórum internacional

O médico oncologista Dr. Luis Alberto Schlittler, que atua no Hospital Notre Dame São Sebastião, participou do Ficare – Fórum Internacional de Câncer de Reto. Realizado entre os dias 21 e 23 de novembro, em São Paulo, esse é o maior evento dedicado ao estudo do câncer do reto na América Latina.

O objetivo do fórum é atualizar os profissionais da saúde sobre os resultados e alternativas terapêuticas disponíveis para o tratamento da doença. Ao todo, 27 participantes internacionais estiveram presentes no evento, incluindo o Dr. Bill Heald, do Reino Unido – um dos principais responsáveis pela evolução e eficácia na cirurgia e tratamento do câncer de reto.

Conheça os benefícios do chocolate para o fígado

Muito se discute acerca dos benefícios do chocolate para a saúde. Considerado uma fonte de energia, o alimento causa sensação de bem-estar, sendo um aliado do coração, do sistema nervoso e do fluxo arterial, além de auxiliar no aumento do colesterol bom e na diminuição do ruim.

No entanto, você conhece seus efeitos benéficos para o fígado? Rico em polifenóis, o consumo de chocolate amargo 85% cacau está sendo recomendado pela Sociedade Brasileira de Hepatologia (SBH). Estudos mostram que ele reduz a pressão venosa portal em pessoas com cirrose, podendo ser usado como suplemento alimentar calórico para esses pacientes – que, frequentemente, apresentam desnutrição e têm redução da ingesta pela baixa palatabilidade e pela dieta hipossódica.

As substâncias antioxidantes presentes no chocolate possuem, ainda, potencial de reduzir as enzimas hepáticas e diminuir o estresse oxidativo em pessoas com esteato-hepatite não alcoólica.

Por: Raquel Scherer Fraga – Hepatologista  (CRM 24280)

Incidência e mortalidade por câncer em pessoas com menos de 50 anos aumentam no Brasil

A ideia de que o câncer é uma doença somente de quem envelhece vem sendo questionada por estudos ao redor do mundo. Pesquisas realizadas recentemente nos Estados Unidos, que demonstraram o aumento da incidência de câncer em pessoas com menos de 50 anos, fizeram surgir a dúvida sobre o panorama brasileiro em relação a esse aspecto. Por isso, dados do Datasus e do Instituto Nacional do Câncer (Inca) foram analisados e, a partir deles, elaborou-se o trabalho: “Câncer antes dos 50: como os dados podem ajudar nas políticas de prevenção”.

Os resultados apontam que, no Brasil, também houve aumento de incidência e mortalidade na população mais jovem por alguns tipos de câncer que eram relacionados ao avanço da idade. O trabalho apurou que tal crescimento está ligado a fatores de risco presentes nos hábitos e no estilo de vida dos brasileiros – o que salienta a importância de definir políticas públicas que visem diminuir os índices da doença.

Frente a essas informações, é fundamental fomentarmos o debate sobre a relevância dos dados, pois confiamos que, assim, haverá melhor entendimento do cenário e planejamento de ações de enfrentamento ao câncer. A obesidade abdominal e tabagismo, por exemplo, são consideráveis fatores de risco para o desenvolvimento de vários tipos de câncer.

Atualmente, a obesidade é responsável por 30% de todos os tumores. Já a fumaça do tabaco libera várias substâncias químicas – algumas classificadas pela Agência Internacional de Pesquisa do Câncer (InternationalAgency for ResearchonCancer- IARC), da Organização Mundial da Saúde, como carcinogênicas para humanos. Com isso, o tabagismo é um dos principais fatores de risco para os cânceres de pulmão, cavidade oral e laringe, também associado à incidência dos cânceres de intestino, mama, próstata e tireoide.

 

Por: Dr. Luis Alberto Schlittler – Oncologista (CRM 24748)

Paciente com câncer terminal apresenta remissão da doença devido à terapia genética pioneira

No mês passado, o Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto divulgou que um paciente de 64 anos, com linfoma em fase terminal, apresentou a remissão do câncer. O tumor havia se espalhado para os ossos e ele estava em tratamento paliativo, sendo que o prognóstico era de um ano de vida. Para tentar reverter o quadro, no início de setembro, os médicos o incluíram em um protocolo de pesquisa para teste de uma nova terapia. Em quatro dias, o paciente deixou de sentir dores e, em uma semana, voltou a andar.

Isso aconteceu após ele passar por um tratamento descoberto no exterior, conhecido como CART-Cell, que já está disponível nos Estados Unidos e pode custar mais de US$ 475 mil. No Brasil, os pesquisadores da USP desenvolveram um procedimento próprio de aplicação, mas a equipe médica ainda não fala em cura, porque o diagnóstico só pode ser dado após cinco anos de acompanhamento.

Além dos Estados Unidos, a CART-Cell também é utilizada na Europa, China e Japão. Esse método manipula as células do sistema imunológico do próprio paciente para atacarem as células que causam o câncer. Esse tratamento ainda não está disponível na rede pública ou privada de saúde. O paciente só passou pela terapia depois que um encaminhamento foi aprovado por uma comissão de ética, pois o procedimento é complexo: toda a imunidade do paciente é comprometida e o hospital precisa de uma infraestrutura especial para garantir a sua recuperação. Os efeitos colaterais incluem febres altas, náuseas e dores musculares, além do risco de morte.

A técnica não tem data para entrar em funcionamento no Brasil e, para ser oferecida pelo SUS, precisa atender a critérios da Anvisa. Contudo, o estudo da terapia continua e estão previstos mais 10 pacientes nos próximos cinco meses.

Por: Dra. Moema Nenê Santos/Hematologista – CRM 24111

Hospital de Espumoso não fará a colocação de brincos em recém-nascidos

Atendendo à orientação da Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH) da instituição, a maternidade do Hospital Notre Dame São Sebastião, de Espumoso, não oferece mais o serviço de colocação de brincos em bebês recém-nascidos.

Tal procedimento deve ser realizado somente após os dois meses de vida: período em que o bebê já adquiriu uma boa imunidade e que coincide com a primeira dose da vacina pentavalente. Além disso, não é recomendada a colocação de brincos em ambiente hospitalar devido ao risco de contaminação.

Por isso, a orientação, segundo a enfermeira obstétrica do Hospital, Eliane Barbosa, é para que, no período indicado, os pais procurem farmácias que realizem esse procedimento ou, então, os postos de saúde. “A bebê estará mais protegida contra infecções se tiver tomado, pelo menos, as primeiras doses das imunizações”, reforça.

 

Foto: Isabelly Camargo de Oliveira, nascida no dia 15 de julho de 2019, no Hospital Notre Dame São Sebastião.

Hospital Notre Dame São Sebastião recebe R$ 1,1 milhão em emendas parlamentares

O Hospital Notre Dame São Sebastião, de Espumoso, é uma das instituições hospitalares beneficiadas com as emendas parlamentares destinadas pela bancada gaúcha no Congresso Nacional. Em solenidade na Casa da Ospa, o governador Eduardo Leite e a secretária da Saúde Arita Bergmann assinaram, no mês passado, repasses de R$ 127 milhões para hospitais, Associações de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apaes) e outras entidades de saúde. 

O hospital de Espumoso, por sua vez, recebeu R$ 1,1 milhão – sendo R$ 1 milhão destinado pelo deputado Giovani Cherini (PR) e R$ 100 mil pelo deputado Pedro Westphalen (PP). O valor será revertido em cirurgias, distribuídas entre os municípios que fazem parte da área de atuação da unidade hospitalar.

Filhos de funcionários participam de atividades festivas no Hospital de Espumoso

No mês dedicado às crianças, o Hospital Notre Dame São Sebastião, de Espumoso, preparou um dia de atividades para os filhos de seus funcionários, com o objetivo de promover a integração entre as famílias e a unidade de saúde. A ação ocorreu na terça-feira (29), no 3º andar da instituição hospitalar.

Em celebração à data festiva, a programação incluiu guloseimas, brincadeiras diversas e pintura artística, além de um momento de espiritualidade. As crianças puderam, ainda, conhecer o Hospital e os setores nos quais seus pais trabalham.

A confraternização, avalia a psicóloga organizacional, Graziele Goedel, é importante para manter a aproximação entre pais e filhos, oportunizando que eles se sintam valorizados e integrados à casa de saúde.

Tiago Linck e família realizam palestra motivacional em Espumoso

A Casa de Cultura de Espumoso sediou, na segunda-feira (4), a palestra “Exemplo de Superação e Vida”, ministrada por Tiago Linck e família. O evento – realizado pelo Hospital Notre Dame São Sebastião, com o apoio do Hospital Notre Dame Júlia Billiart e das Entidades Sociais Notre Dame – contou com a participação de, aproximadamente, 400 pessoas.

O encontro oportunizou que o público conhecesse a história da família Linck, que reside em Tiradentes do Sul (RS).  Devido à uma síndrome rara chamada Tetra-Amelia, Tiago, de 12 anos, nasceu sem os braços e sem as pernas. Mesmo com algumas limitações, o jovem palestrante vê a vida com otimismo, compartilhando sua história de superação e incentivando as pessoas a vencerem seus próprios desafios.

Os alimentos e produtos de higiene arrecadados com a realização da palestra serão destinados ao Hospital de Espumoso.