Notícias

Hospital Notre Dame Júlia Billiart promove atividades comemorativas ao Dia das Crianças

A tarde de terça-feira (08) foi de festa no Hospital Notre Dame Júlia Billiart, de Não-Me-Toque. Afinal, a instituição realizou o Park Kids – evento dedicado ao púbico infantil, em comemoração ao Dia das Crianças.

O jardim do Hospital recebeu mais de 500 educandos de escolas particulares e das redes Municipal e Estadual de ensino, que se divertiram em brinquedos infláveis, camas elásticas e espaço de histórias.

Puderam, ainda, participar de oficinas de pintura no rosto e de atividades com o Grupo de Escoteiros, Rotaract e Interact, além de saborear um lanche festivo.

4ª SIPAT evidencia cuidado com a saúde do trabalhador

Entre os dias 23 e 27 de setembro, a Comissão Interna de Prevenção de Acidentes de Trabalho (CIPA), com o apoio do Hospital Notre Dame São Sebastião, realizou a 4ª Semana Interna de Prevenção de Acidentes de Trabalho – SIPAT.

Durante a programação, o técnico em segurança do trabalho, Lierchan Rodrigues, ministrou palestra acerca dos cuidados necessários no exercício das atividades laborais, a fim de prevenir acidentes.

A assistente social da instituição Juliane Kempf, e o psicólogo clínico, Luiz Henrique Toledo, por sua vez, abordaram a temática que norteia a campanha “Setembro Amarelo”, em prol da valorização da vida.

As atividades de cuidado com a saúde do trabalhador contaram, ainda, com serviços de fisioterapia, nutrição e enfermagem. Tais momentos, na avaliação do presidente da CIPA, Mateus Soletti, oportunizam a qualificação do trabalho desenvolvido pela instituição e a aquisição de novas aprendizagens para seus colaboradores.

Funcionários de saúde da Rede Notre Dame participam de encontros de formação continuada

Os funcionários dos Hospitais, da Farmácia e dos Institutos de Longa Permanência para Idosos – mantidos pela Congregação de Nossa Senhora – reuniram-se na Casa Santa Cruz, em Passo Fundo, nos dias 29 de agosto e 12 de setembro.

Envolvendo cerca de 130 colaboradores, os encontros de formação continuada visaram oportunizar vivências de espiritualidade e de aprendizado, além de apresentar a nova campanha institucional da Rede Notre Dame – inspirada pelo slogan “Nossas conexões movem nossos caminhos”.

Gestores dos Hospitais Notre Dame participam de encontro sobre estratégias de liderança

Os gestores dos Hospitais Notre Dame São Sebastião, de Espumoso, e Júlia Billiart, de Não-Me-Toque, participaram, nos dias 05 e 06 de setembro, do Encontro de Gestão de Hospitais Filantrópicos – um dos mais completos do Sul do Brasil.

Promovido pela Federação das Santas Casas e Hospitais Beneficentes, Filantrópicos e Religiosos do Rio Grande do Sul, o evento – realizado em Porto Alegre – abordou estratégias de liderança e processos de qualidade.

A oportunidade, conforme avalia o administrador do Hospital Notre Dame Júlia Billiart, Jeferson de Oliveira, propiciou o esclarecimento de eventuais dúvidas e o maior envolvimento com a missão que norteia a instituição.

Laboratório de Análises Clínicas recebe visita de estudantes

Os estudantes do 8º Ano da Escola de Ensino Fundamental Sinodal Sete de Setembro, de Não-Me-Toque, visitaram, em 27 de agosto, o Laboratório de Análises Clínicas do Hospital Notre Dame Júlia Billiart. Na oportunidade, os adolescentes puderam aprender mais sobre tipagem sanguínea, estudando amostras coletadas de voluntários.

Orientado pelo bioquímico Márcio Prates, o passeio serviu como extensão das aulas de ciências ministradas pela professora Maria Elisabete da Rocha. A parceria entre a instituição hospitalar e o educandário, conforme a docente, é de longa data e promove benefícios ao processo de aprendizagem dos alunos.

Atendendo a uma crescente demanda, o Laboratório de Análises Clínicas do Hospital Notre Dame Júlia Billiart é considerado um dos mais modernos da região.

13ª edição do projeto Gesto Concreto beneficiará mais de duzentas crianças

Promovida em ação conjunta pelos Hospitais Notre Dame Júlia Billiart, de Não-Me-Toque, e Notre Dame São Sebastião, de Espumoso, a 13ª edição do projeto social Gesto Concreto comercializará camisetas a fim de arrecadar recursos para a compra de kits com alimentos, brinquedos e materiais escolares.

 

Tais donativos serão destinados a mais de duzentas crianças em situação de vulnerabilidade social das escolas Asbam Tia Nastácia e Asbam Tia Sibyla, em Não-Me-Toque, e da Escola Municipal de Educação Infantil Criança Esperança, em Espumoso.

 

A iniciativa surgiu em alusão ao Dia do Fisioterapeuta, celebrado em 13 de outubro. A concretização dessa ação, como lembra a coordenadora do projeto, Ir. Margarete Cerutti, reforça o compromisso social da instituição. “É recompensador”, descreve, em referência ao sorriso despertado nas crianças que recebem os kits.

 

As camisetas já podem ser adquiridas diretamente nos Hospitais. Para mais informações, é possível contatar o Hospital Notre Dame Júlia Billiart, pelo telefone (54) 3320-0100, ou o Hospital Notre Dame São Sebastião, pelo telefone (54) 3383-4200.

Setembro Verde promove conscientização sobre o câncer de intestino

 

O câncer colorretal figura entre os mais incidentes no Brasil e no mundo. Segundo dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca), estimam-se, para este ano, 17.620 novos casos da doença em mulheres e 16.660 em homens. Por isso, a fim de alertar e conscientizar a população acerca da prevenção da doença, a Sociedade Brasileira de Coloproctologia (SBCP) promove a campanha Setembro Verde.

Geralmente, o câncer de intestino é precedido de um pólipo – pequena verruga na mucosa do intestino -, que leva alguns anos para se desenvolver, sendo possível diagnosticá-lo antes que se torne maligno. Pessoas com casos de pólipos na família devem ficar alertas, assim como portadores de doenças inflamatórias intestinais.

O câncer colorretal também está relacionado a fatores de risco, tais como hábitos de vida não saudáveis, consumo elevado de carnes vermelhas e processadas, e pouca ingestão de frutas, legumes e verduras, além de obesidade, sedentarismo, consumo excessivo de bebidas alcoólicas, tabagismo e idade – principalmente a partir dos 50 anos.

As recomendações são claras: alimentação balanceada – com boa ingestão de água e de fibras alimentares –  e prática de exercícios físicos. A escolha pela atividade pode compreender desde uma simples caminhada três vezes por semana até a hidroginástica – ou, até mesmo, outras modalidades sugeridas por um médico ou educador físico.

Ao colocar em prática tais cuidados, aliados a visitas regulares ao especialista e à realização dos exames indicados, o combate e a prevenção ao câncer colorretal tornam-se mais eficazes e assertivos.

 

Por: Dr. Luis Alberto Schlittler

Hospital Júlia Billiart oferece atendimento com médicos clínicos gerais

A rotina caracterizada por atribulações e cobranças pode ser um gatilho para a instabilidade na saúde física ou emocional. Diante disso, a busca por atendimento médico é essencial, a fim de que a pessoa possa receber a atenção e o cuidado necessários à sua recuperação.

Nesse contexto, o clínico geral surge como o profissional “coringa”, capacitado para filtrar as informações cedidas pelo paciente e, assim, indicar, com maior precisão, o tratamento adequado, uma vez que sua ampla formação lhe assegura o conhecimento mais aprofundado acerca da saúde humana.  Esse médico – apto a tratar, em adultos, todas as doenças não-cirúrgicas, não ginecológicas e não obstétricas- está preparado para fazer diagnósticos, pedir e interpretar exames, prescrever tratamentos e acompanhar a evolução do paciente – encaminhando-o a um especialista, se necessário.

Reconhecidos pela presença na comunidade, com ampla cobertura de atendimento e qualidade nos serviços prestados, os Hospitais Notre Dame dispõem, em seu corpo clínico, de profissionais com essa formação. É o caso, por exemplo, das médicas clínicas gerais Bruna Pasinato (CRM: 47002) e Liége Graebin (CRM: 43819) – que atuam no Hospital Júlia Billiart, em Não-Me-Toque (RS).

Os atendimentos ocorrem de segunda à sexta-feira, no moderno Ambulatório de Especialidades. Para agendamento de consultas, os pacientes podem entrar em contato pelo telefone (54) 3320-0100, pelo WhatsApp (54) 9.9963-6264 ou, então, diretamente no Hospital – localizado na Rua Cel. Alberto Schmitt, nº 515, no Centro.

O que é cirurgia de cabeça e pescoço?

A cirurgia de cabeça e pescoço é uma especialidade voltada para prevenção, diagnóstico, tratamento clínico e cirúrgico de patologias que acometem essa região, excetuando o cérebro – que é tratado pelos neurologistas e neurocirurgiões.

Os tumores de cabeça e pescoço são, hoje, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o nono tipo de câncer mais comum no mundo – o que evidencia a importância da prevenção, do diagnóstico e tratamento precoces.

Entre as doenças tratadas pelo cirurgião de cabeça e pescoço temos, com maior frequência, os nódulos de tireoide e os tumores de cavidade oral. No entanto, essa especialidade também trata lesões de pele na face, couro cabeludo e pescoço, lesões da garganta, da laringe (o órgão da voz), de glândulas salivares, fossas nasais e nódulos cervicais.

Sendo assim, é recomendado que se procure o cirurgião de cabeça e pescoço nos seguintes casos:
• sempre que apresentar lesões na boca com mais de duas semanas de duração;
• presença de alterações da voz com mais de duas semanas de duração;
• presença de dificuldade ou dor para engolir, engasgos;
• nódulos cervicais ou nódulos em tireoide;
• dificuldade para respirar;
• presença de lesões de pele – principalmente aquelas com alteração de cor, crescimento, dor, coceira ou sangramento local.

Além dessas indicações, todos os pacientes tabagistas ou que abusam do álcool têm indicação de avaliação com um cirurgião de cabeça e pescoço para orientações e o diagnóstico precoce de tumores.

Por: Elizia de Bitencourt – Médica Especialista em Cirurgia de Cabeça e Pescoço

INCA estima mais de 10 mil novos casos de leucemia por ano

A leucemia é um tipo de câncer do sangue que afeta os glóbulos brancos. Mesmo sendo curável, a taxa de mortalidade é alta no Brasil – como mostra o levantamento feito pela Associação Brasileira de Linfoma e Leucemia, que contabilizou 62.385 óbitos decorrentes da doença entre os anos de 2007 e 2016. Além disso, segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), a estimativa é de que surjam 10.800 novos casos por ano.

Essa doença surge quando células da medula óssea – conhecida como tutano do osso – sofrem mutação e passam a se multiplicar descontroladamente, tirando o lugar de células saudáveis. Há diversos tipos de leucemia, mas os mais comuns são: leucemia linfoide aguda, linfoide crônica, mieloide aguda e mieloide crônica, que podem aparecer em crianças e em pessoas mais velhas.

Substâncias químicas, benzeno, agrotóxicos, cigarro, exposição à radiação e doenças hereditárias estão entre as suas possíveis causas. Há sinais que pedem atenção e podem significar que o paciente está com leucemia, como febre, anemia, cansaço extremo, sangramento na gengiva, infecções recorrentes, perda de peso, manchas roxas pelo corpo, dor nos ossos e nas articulações. Tais sintomas, contudo, também são comuns em outros tipos de doenças.

O tratamento da leucemia é diferenciado para cada tipo específico da doença. Grande parte dos quadros agudos é tratado com quimioterapia, imunoterapia e com o controle de infecções que possam vir a surgir devido a alterações no sangue, assim como eventos hemorrágicos presentes em alguns tipos.

A leucemia mieloide crônica, por sua vez, é geralmente tratada com medicação, inibindo a ação da proteína doente que leva à proliferação anormal das células. Há, ainda, alguns tipos de leucemia que, dependendo do estágio da doença, podem ser acompanhados com ou sem necessidade de tratamento. Além disso, o transplante de medula também é uma opção de tratamento para a leucemia.

Por: Dra. Moema Nenê dos Santos/Médica Hematologista