Arquivos Autor

Resultados de exames passam a ser disponibilizados via internet

Visando à comodidade daqueles que procuram os serviços de diagnóstico oferecidos pelas suas unidades, a Rede de Hospitais Notre Dame passa a disponibilizar, via internet, os resultados dos exames.

Para isso, basta que o paciente acesse o endereço hospitais.notredame.org.br/resultados-de-exames. Em seguida, opte pelo Hospital onde se submeteu aos testes e preencha corretamente os campos, conforme informado no momento de realização do exame.

Em caso de dúvidas, ele deve procurar a casa de saúde, por meio de telefonema ou de mensagem enviada pelo WhatsApp:

  • Hospital Notre Dame Júlia Billiart: (54) 3320-0100 / (54) 9 9963-6264
  • Hospital Notre Dame São Sebastião: (54) 3383-4200 / (54) 9 9178-0626

 

Luzia Camargo

Em meio a diferentes formas de luto, a empatia é ainda mais essencial

Por Luiz Henrique Toledo

Psicólogo pós-graduado em Avaliação e Diagnóstico Psicológico
e membro do quadro funcional do Hospital Notre Dame São Sebastião

Recentemente, um artigo publicado pela Harvard Business Review apontou que o intenso desconforto sentido por algumas pessoas, durante a pandemia de Covid-19, pode ser caracterizado como luto.

Segundo o estudo, as emoções decorrentes do período de isolamento social são vinculadas a sentimentos acarretados pela perda – neste caso, não necessariamente de uma pessoa, mas da liberdade.

Além desse luto, outros mais são experimentados graças ao surgimento do novo coronavírus, como o antecipatório – um luto fundamentado na ansiedade, que é vivenciado quando se percebe o futuro incerto, provocando uma ruptura com a sensação de segurança.

Para superar o luto, um bom começo é compreender os seus diferentes estágios – lembrando que eles não se desenrolam de forma linear e nem, necessariamente, na seguinte ordem:

– Negação: “Esse vírus não irá nos afetar.”
– Raiva: “Você está me fazendo ficar em casa e tirando minhas atividades.”
– Barganha: “Ok, se eu permanecer em isolamento social por duas semanas tudo ficará bem, certo?”
– Tristeza: “Eu não sei quando isso irá passar.”
– Aceitação: “Isso está acontecendo, eu preciso descobrir como proceder.”

É na aceitação que reside o poder, pois é nela que temos controle sobre as nossas atitudes – como fazer a correta higienização das mãos, manter uma distância segura dos outros indivíduos e buscar alternativas para trabalhar de forma remota.

Para alcançá-la, porém, é preciso estar presente – uma condição favorecida pela prática de meditação ou mindfulness. Afinal, no momento presente, nada do que você antecipa está acontecendo. Nele, você está bem.

É necessário, também, abrir mão daquilo sobre o que não se tem controle, direcionando esforços para aquilo está ao seu alcance – as posturas preventivas individuais, por exemplo.

Finalmente, este é um bom momento para praticar a compaixão, compreendendo que os indivíduos experimentam diferentes níveis de medo e de luto, que se manifestam de formas, também, diferenciadas.

 

 

 

Luzia Camargo

Ao superar a Covid-19, paciente é homenageada pela equipe hospitalar

Sob aplausos: foi assim que Cleci Pereira da Silva deixou o Hospital Notre Dame São Sebastião, na tarde da última sexta-feira (08). Reproduzindo um rito protagonizado por profissionais da saúde de todo o mundo, a aclamação denota a alegria pela a vitória da paciente de 66 anos sobre a Covid-19 – doença que, uma semana antes, a levou à internação.

Natural do município de Tunas, a idosa agradeceu à casa de saúde pelo atendimento prestado e recomendou a todos que sigam com rigor as orientações de distanciamento social, etiqueta respiratória e higiene, a fim de que evitem a contaminação pelo novo coronavírus.

 

 

Luzia Camargo

Saiba mais sobre a Anestesia

Por Larissa Roberta Corso

Anestesiologista formada pela Universidade Federal da Fronteira Sul – Campi Chapecó
e integrante do corpo clínico do Hospital Notre Dame São Sebastião

De origem grega, a palavra anestesia significa “ausência de sensações”. Por isso, denomina o conjunto de técnicas que, por proporcionarem o alívio da dor, são utilizadas na realização de intervenções médicas, como cirurgias e exames.

O tipo de anestesia é recomendado de acordo com o procedimento a ser realizado, considerando também as características do paciente e os seus antecedentes médicos, de modo a prezar pelo seu conforto e, sobretudo, pela sua segurança.

A anestesia geral impede que todo o corpo experimente sensações. Por isso, sob o seu efeito, o paciente permanecerá adormecido.

Já a anestesia parcial, também denominada regional, suprime a sensibilidade de uma área do corpo, permitindo que o paciente permaneça acordado, se convier ao procedimento.

Em ambas, porém, o anestesiologista vigiará as suas funções vitais, zelando para que o organismo reaja com segurança à cirurgia ou ao exame. Não se tratam, portanto, de técnicas livres de complicações, mas elas foram reduzidas consideravelmente, com os avanços da tecnologia aplicada à Medicina.

Por isso, antes de submeter-se à anestesia, o paciente deve seguir rigorosamente todas as recomendações, além de informar o médico acerca de alergias ou doenças que exijam uso de medicação contínua.

Entre as orientações, costuma estar a do jejum – uma medida que evita a broncoaspiração, ou seja, o retorno do alimento do estômago para a boca e, consequentemente, para o pulmão.

Tal condição representa uma complicação potencialmente grave durante a anestesia, pois, diferentemente de quando desperto, o indivíduo sob o seu efeito perde o reflexo da tosse – processo que o protege da broncoaspiração.

O tempo de jejum varia, dependendo do alimento consumido, conforme ilustra a tabela abaixo:

– Líquidos claros (até 100ml) Água e chás claros
Gelatina
Podem ser consumidos até duas horas antes do procedimento
– Leite Materno Pode ser consumido até quatro horas
antes do procedimento
– Leite não humano

– Refeição leve

Leite animal ou fórmula infantil; ou uma fatia de pão sem cobertura ou até quatro bolachas de água e sal ou de polvilho sem recheio. Podem ser consumidos até seis horas
antes do procedimento
Alimentos sólidos Carne, gordura ou frituras

Bebidas de soja, com espessantes ou
achocolatados

Refrigerantes e sucos com
polpa ou de industrializados

Podem ser consumidos até oito horas
antes do procedimento

 

Luzia Camargo

Equipe multiprofissional define os protocolos de enfrentamento à Covid-19

Composta por colaboradores capacitados a atuar em diferentes áreas do atendimento hospitalar, uma equipe multiprofissional do Hospital Notre Dame São Sebastião é a responsável por definir as estratégias adotadas pela casa de saúde no enfrentamento à Covid-19.

São esses profissionais que, orientados pelas autoridades sanitárias, normatizam os protocolos internos de atendimento aos casos suspeitos e confirmados da doença causada pelo novo coronavírus, além da atenção aos demais pacientes.

Foram eles, por exemplo, que estruturaram a ampliação do atendimento on-line – no qual o corpo clínico do Hospital esclarece dúvidas, enviadas por meio de mensagem via WhatsApp para o número (54) 99651-7823, acerca de sintomas apresentados, orientando os pacientes sobre a necessidade de avaliação médica.

Foram eles, também, que estipularam a obrigatoriedade do uso de máscaras não profissionais para ingresso nas dependências hospitalares, além de recomendar que os profissionais em contato direto com o público reforcem as orientações de higienização pessoal e das superfícies, a fim de que se previna a proliferação do novo coronavírus.

A equipe multiprofissional foi a responsável, ainda, por estruturar a instituição para o atendimento de pacientes suspeitos ou diagnosticados com a Covid-19, de modo que o Hospital Notre Dame São Sebastião conte com monitores novos, respiradores, gasômetro, rede de oxigênio e bombas de infusão. Além disso, estipulou que a triagem de enfermos ocorra de forma externa.

Luzia Camargo

Hospital São Sebastião recebe testes rápidos para diagnóstico da Covid-19

O Hospital Notre Dame São Sebastião recebeu, na última sexta-feira (24), 300 testes rápidos para identificação de anticorpos IgM/IgGanti-Coronavírus.

Usados exclusivamente em casos suspeitos da Covid-19, mediante recomendação médica, mais testes já estão sendo adquiridos pela casa de saúde, a fim de assegurar o diagnóstico de pacientes sintomáticos que procurarem por atendimento hospitalar.

Luzia Camargo

Hospital Notre Dame São Sebastião negocia a aquisição de testes rápidos para diagnóstico da Covid-19

Diferentemente do acordado, o Hospital Notre Dame São Sebastião não recebeu, na quinta-feira (16), os testes rápidos para pesquisa de anticorpos IgM/IgGanti-Coronavírus – negociados com a Labtest Diagnóstica S/A.

Segundo o diretor Administrativo e Financeiro da Rede de Hospitais Notre Dame, Rafael Scolari, o representante da fornecedora assegurou a entrega, entre 22 de 24 de abril, de apenas 300 dos 1500 testes encomendados. Por isso, a casa de saúde já negocia com outros distribuidores , a fim de garantir a testagem em pacientes suspeitos de infecção pelo novo coronavírus.

Tratam-se de testes fabricados nacionalmente, com matéria-prima sul-coreana, que devem ser entregues entre a última semana de abril e a primeira de maio.

 

Foto: Eduardo knoff/Agência 2K

Luzia Camargo

Conheça a importância da Tipagem Sanguínea

Processo de coleta e análise do sangue, a fim de identificar a qual grupo sanguíneo o paciente pertence, além do seu respectivo fator Rh, a Tipagem Sanguínea é fundamental para a realização de transfusões, para a atenção pré-natal e outros atendimentos médicos.

A identificação – realizada no Laboratório de Análises Clínicas do Hospital Notre Dame São Sebastião através da metodologia de gel-cartão, reconhecidamente mais assertiva – resulta da exposição de amostra de sangue a reagentes.

Para mais informações sobre a realização da Tipagem Sanguínea, ligue para (54) 3383-4216 ou envie uma mensagem via WhatsApp para (54) 99178-0626.

Luzia Camargo

Saiba mais sobre a Cirurgia Videolaparoscópica

Por Grasiela Elisa Scheffel

Cirurgiã com Pós-graduação em Coloproctologia e integrante do corpo clínico do Hospital Notre Dame São Sebastião

A Cirurgia Videolaparoscópica é uma técnica minimamente invasiva, realizada com auxílio de uma endocâmera e algumas pinças especiais, que, aplicada às cirurgias abdominais, permite a investigação de dores e o tratamento de doenças biliares, aderências, hérnias, divertículos do intestino delgado, focos de endometriose e lesões nos ovários, entre outras condições.

Para criar o espaço necessário às manobras cirúrgicas e à adequada visualização das vísceras abdominais, a cavidade peritonial é insuflada com gás carbônico.

Enquanto o cirurgião auxiliar realiza a filmagem das estruturas abdominais, fazendo uso da endocâmera, outro cirurgião realiza a dissecção cirúrgica, guiado pelas imagens reproduzidas na tela de um monitor.

Dentre as vantagens da Videolaparoscopia, destaca-se um pós-operatório menos dolorido, um melhor resultado estético e um rápido retorno às atividades do dia a dia.

Para a realização da Videolaparoscopia, é preciso indicação do cirurgião, pois nem todos os casos são favoráveis a esse tipo de procedimento – que exige anestesia geral e estabilidade hemodinâmica e clínica do paciente, além de lesão viável para tal abordagem.

A Cirurgia Videolaparoscópica tende a ter custos mais elevados que a convencional, devido à demanda de materiais específicos e à capacitação dos profissionais envolvidos – que exige uma longa curva de aprendizado.

Luzia Camargo

Conheça a importância da dosagem periódica do PSA

O Antígeno Prostático Específico, popularmente conhecido como PSA, é uma enzima produzida pelas células da próstata, cuja concentração pode indicar alterações no órgão, tais como inflamação, hipertrofia benigna ou, até mesmo, câncer.

Por isso, em consultas periódicas ao urologista, será solicitada ao homem a dosagem do PSA – exame realizado por meio da análise de uma pequena amostra de sangue.

O Hospital Notre Dame São Sebastião, através do seu Laboratório de Análises Clínicas, disponibiliza este teste.

Para mais informações sobre a sua realização, ligue para (54) 3383-4216 ou envie uma mensagem via WhatsApp para (54) 99178-0626.

Luzia Camargo